Abertas 60 vagas para Guardas-florestais no Alentejo

Conforme noticiamos, o Governo abriu o concurso para a contratação de 200 guardas-florestais da Guarda Nacional Republicana, sendo que 60 vagas são destinadas ao Alentejo.

O concurso decorre durante estes dias, sendo que estes profissionais integram a missão da GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) enquanto polícia ambiental, exercendo funções nas áreas florestal, de caça e pesca.

Uma das funções dos guardas florestais, no âmbito florestal, passa pela participação na defesa da floresta contra fogos, em especial na investigação das causas de incêndios florestais.

Salientamos que desde 2006 que não era aberto qualquer concurso de admissão para a carreira de guarda-florestal.

Assim, as vagas são distribuídas da seguinte forma:

– CTer de Beja – 23 postos de trabalho, distribuídos da seguinte forma:

– DTer de Aljustrel – 4 postos de trabalho;

– DTer de Almodôvar – 3 postos de trabalho;

– DTer de Beja – 6 postos de trabalho;

– DTer de Moura – 3 postos de trabalho;

– DTer de Odemira – 7 postos de trabalho.

– CTer de Évora – 15 postos de trabalho, distribuídos da seguinte forma:

– DTer de Estremoz – 3 postos de trabalho;

– DTer de Évora – 3 postos de trabalho;

– DTer de Montemor-o-Novo – 3 postos de trabalho;

– DTer de Reguengos de Monsaraz – 6 postos de trabalho.

– CTer de Portalegre – 16 postos de trabalho, distribuídos da seguinte forma:

– DTer de Elvas – 3 postos de trabalho;

– DTer de Nisa – 4 postos de trabalho;

– DTer de Ponte de Sôr – 8 postos de trabalho;

– DTer de Portalegre – 1 posto de trabalho.

– Alentejo Litoral

– DTer de Grândola – 4 postos de trabalho;

– DTer de Santiago do Cacém – 2 postos de trabalho;

O mais visto