Alentejo apresentou uma taxa de desemprego inferior à média nacional no 1º trimestre de 2020, segundo o INE

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou, esta quarta-feira, os números do desemprego no 1º trimestre de 2020, números que já são afectados pela pandemia da Covid-19 que afectou fortemente a economia Portuguesa.

De acordo com o INE “a taxa de desemprego foi 6,7%, valor igual ao do trimestre anterior e inferior em 0,1 pontos percentuais (p.p.) ao do trimestre homólogo de 2019”, acrescentando que “a população desempregada, estimada em 348,1 mil pessoas, diminuiu 1,2% (4,3 mil) em relação ao trimestre anterior e 1,6% (5,5 mil) relativamente ao 1.º trimestre de 2019.”

Pode aceder ao recurso Roleta online gratis e assim poderá ter um nova solução

A população empregada, 4 865,9 mil pessoas, diminuiu 0,9% (41,7 mil) por comparação com o trimestre anterior e 0,3% (14,3 mil) em relação ao homólogo, sendo a primeira variação homóloga negativa desde o 3.º trimestre de 2013.

Analisando os dados agora disponibilizados, o Alentejo registou uma taxa de desemprego abaixo da média nacional, no primeiro trimestre de 2020, situando-se nos 6,4%, sendo assim uma das 3 regiões portuguesas que ficou abaixo da média, como mostra a tabela seguinte:

Comparando agora com o trimestre anterior, a região Alentejana registou um dos maiores decréscimos trimestrais, pois registou um decréscimo de 0,9p.p., já comparando com o período homólogo a Taxa de desemprego aumentou 0,1p.p.

Aguardam-se agora os dados relativamente ao 2º trimestre de 2020, altura em que se irá saber qual o real impacto da Covid-19 nos números do desemprego.

Esta informação também lhe pode interessar: https://frank.casino-navegador.com/jogos-gratis/super-wheel

O mais visto