Alentejo volta a registar níveis elevados de pólens na atmosfera

De acordo com a informação disponibilizada pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica até ao próximo dia 31 de Janeiro, prevêem-se concentrações baixas de pólen na atmosfera das regiões do Norte e Centro Norte litoral, elevadas nas regiões do Centro Norte interior e Alentejo e moderados na Estremadura e Algarve.

Relativamente à região Alentejo, os pólenes encontram-se em níveis elevados na atmosfera, com predomínio do pólen da árvore cipreste, seguido pelos pólenes das árvores amieiro e freixo e das ervas parietária e urtiga.