Beja: Autarquia e Direcção Regional de Cultura assinaram protocolo para as obras no Museu Reg. Rainha Dª. Leonor (c/som)

Esta segunda-feira, 18 de Maio, celebrou-se o Dia Internacional dos Museus, uma data simbólica que, este ano, é marcada pela reabertura progressiva em todo o país de museus, palácios, monumentos e sítios arqueológicos.

Como já noticiamos, no Alentejo, neste que será o primeiro Dia Internacional dos Museus em que o Museu de Beja está integrado na Direcção Regional de Cultura do Alentejo, a Direcção Regional celebrou com o Município um protocolo que permitirá, em breve, lançar o concurso para as obras de conservação e recuperação deste importante Museu Regional Rainha Dona Leonor, que compreende, entre outras, importantes colecções de Arqueologia, Pintura, Azulejaria, Ourivesaria e Escultura, representativas do património histórico e artístico da região.

Pode aceder ao recurso Roleta online gratis e assim poderá ter um nova solução

Em declarações ao ODigital.pt, a Directora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, explicou que “este protocolo é muito importante porque é um protocolo de colaboração amplo que vem permitir passar parte de equipamentos do Museu de Beja, que são da câmara, e que através deste protocolo passam para o Museu. Como é o caso da Igreja de São Sebastião, do laboratório que está instalado na Casa da Cultura e também porque a partir deste protocolo permite uma parceria importantíssima que foi negociada a montante com a Associação Portas do Território para a candidatura da intervenção e recuperação do edifício do Museu Regional de Beja que está a precisar de obras urgentes e que irá entrar brevemente em obras.”

Ana Paula Amendoeira acrescenta que “já temos o projecto, já foi aprovado, tivemos uma enorme parceria da câmara municipal, foi candidatado aos fundos Alentejo 2020, através da CIMBAL, portanto todo esse procedimento já está tratado”, referindo ainda que “estamos em condições, com a câmara municipal, de abrir o concurso para empreitada da obra começar o mais breve possível.

Já o Presidente da Câmara Municipal de Beja, Paulo Arsénio, fala da assinatura deste protocolo como “um momento importante, porque responsabiliza a câmara municipal na recuperação do museu, na parte não financiada em primeiro lugar”, salientado que “nós assumimos desde a primeira hora essa responsabilização. Mas também abre a porta a que noutros pontos culturais da cidade, a Direcção Regional de Cultura possa colaborar connosco, possa abrir-nos portas, possa dar-nos sugestões, possa dar-nos contactos no sentido de dinamizar culturalmente outros espaços da cidade, em que essa ajuda e intervenção da direcção regional é absolutamente indispensável.”

O Autarca deixa bem claro que “temos a certeza de que este protocolo vai ser cumprido. Muitos protocolos acabam por ser pró-formas em várias autarquias, assinam-se naquele dia e esgotam-se naquele dia. Não vai ser assim com este protocolo porque ele não é um protocolo subjectivo, com coisas no ar. É muito objectivo! E sai com as duas instituições, Câmara Municipal de Beja e Direcção Regional de Cultura, a nunca virar as costas para que Beja quando estiver com todos os equipamentos culturais plenamente a funcionar possa sair substancialmente mais reforçada, estabelecida e com isso darmos um contributo cultural, ainda maior do que damos e já é muito, para a região.”

Esta informação também lhe pode interessar: https://frank.casino-navegador.com/jogos-gratis/super-wheel

O mais visto