Câmara de Évora inaugura investimento superior a 110 mil euros no aqueduto

A Câmara Municipal de Évora vai inaugurar no próximo dia 6 de Agosto, um investimento superior a 110 mil euros, nomeadamente a intervenção realizada no Aqueduto da cidade.

Neste dia será inaugurada a Iluminação Cénica do Aqueduto, nos troços situados entre a rua do Muro e a Rua do Salvador. A sessão de inauguração é de acesso público e terá início às 22h, a partir das instalações da APPCDM (Lavandaria) na Rua do Muro, 7.

“Orçamentada em € 110 558,00, a intervenção incidiu nos alçados, no topo-capeamento e no intradorso dos arcos. O projecto procurou optimizar a percepção do monumento, adoptando luz de diferentes tonalidades para os seus alçados e para o interior das arcadas. Assim, os contrastes cromáticos foram concebidos tendo em conta a própria luz dos candeeiros da iluminação pública existente, acentuando-se desta forma a presença do aqueduto.”, refere a autarquia.

Ainda em comunicado a Câmara Municipal de Évora refere que “foram seleccionados equipamentos que garantem o eficaz controlo da emissão luminosa, evitando a dispersão e garantindo o bem-estar nas edificações vizinhas. Deste modo, foram utilizadas grelhas anti-encandeantes nas áreas luminosas mais susceptíveis de criar desconforto e a iluminação dos alçados no interior da muralha foi baseada na luz de leds, criando contraste cromático com a iluminação pública. Neste contexto a Câmara Municipal de Évora agradece a colaboração dos moradores e proprietários de habitações na zona de intervenção, bem como a compreensão manifestada pelos inevitáveis contratempos ocorridos durante a realização da obra.”

No mesmo dia irá ser lançado publicamente o catálogo da exposição O Aqueduto da Água da Prata e o Património Hidráulico de Évora que esteve patente ao público no Convento dos Remédios, onde teve mais de 5 000 visitantes. A sessão de lançamento, também de acesso público, terá início no mesmo local às 21h30.

Quer a obra de iluminação cénica do aqueduto, quer o catálogo da exposição, foram cofinanciados pela União Europeia através do Programa Alentejo 2020.