Câmara de Grândola vai requalificar e alargar rede de percursos pedestres, num investimento superior a 245 mil euros

O concelho de Grândola, no Litoral Alentejano, terá em breve novos percursos pedestres, podendo chegar aos 180km.

Este alargamento dos percursos pedestres surge na sequência da aprovação da candidatura “Valorização do Património Natural – Percursos Pedestres” a fundos europeus do Portugal 2020, no 245.665,56€ (+ IVA), comparticipada em 75 % pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional – FEDER.

Segundo a autarquia de Grândola, “este investimento vai permitir a valorização do produto Turismo de Natureza no território através da qualificação e alargamento da rede de percursos pedestres, com a criação de novos percursos, bem como a reestruturação/requalificação dos já existentes, compreendendo um total de 13 percursos no concelho, perfazendo mais de 180 Km e respetivas áreas de descanso/abastecimento dotadas de equipamentos que permitam aos amantes da prática uma maior fruição do espaço natural”.

Para além destas intervenções estão previstas a instalação de 5 estações de serviço de BTT, a instalação de WC com acesso universal a utilizadores de mobilidade reduzida no Ecoparque Montinho da Ribeira, bem como a instalação de uma estação de alongamentos no mesmo local. O geocaching será também uma componente presente em toda a rede de percursos.

Com vista a incentivar a prática de birdwaching está prevista a instalação de um segundo abrigo de observação de aves junto à Lagoa de Melides, um importante ponto de residência e passagem de aves migratórias, consistindo um dos mais importantes ecossistemas do concelho.

A divulgação será efetuada numa lógica integrada de projeção de toda a oferta turística do concelho de Grândola, com a criação de uma aplicação (APP) para a promoção e divulgação da rede de percursos pedestres, do património natural, cultural e gastronómico, bem como o desenvolvimento e lançamento do Guia de Natureza de Grândola.