Central de Cervejas cria fileira de produção de cevada em Alcácer do Sal e que vai produzir 300 toneladas anuais

De forma a produzir cevada do Alentejo, a Central de Cervejas vai criar uma fileira de produção de cevada dística no concelho de Alcácer do Sal com a implantação de uma área total de 100 hectares de produção de cevada, distribuídos por três produtores agrícolas e com uma estimativa de produção anual total de 300 toneladas de cevada dística.

Segundo informação, hoje, disponibilizada pela Autarquia de Alcácer do Sal, “o projecto começou a ser desenhado em 2019 em conjunto com a empresa Agri Marketplace e vai ser implementado pelos produtores de arroz da região do Vale do Sado com garantia de aquisição dessa produção pela Central de Cervejas.”

A Autarquia justifica este projecto como “resposta ao problema de escassez de água que a região do Vale do Sado tem sofrido nos últimos anos, acrescido dos constrangimentos de acesso a água em 2020, como consequência de obras a decorrer nos canais de rega, o que afectou negativamente a produção de arroz.”

Na informação enviada, a Autarquia de Alcácer do Sal considera que esta é “uma oportunidade para os produtores agrícolas desta região mitigarem efeitos da situação de crise dos últimos anos, através deste rendimento alternativo e, simultaneamente, uma diversificação agrícola a longo prazo, através da implementação de uma cultura de sequeiro. Também foi possível dinamizar outras entidades da região, como a APARROZ – Agrupamento de Produtores de Arroz do Vale do Sado, através da sua prestação de serviços de beneficiação e armazenamento do cereal.”