Covid-19: Alandroal adquire 40 mil euros em equipamentos para entregar a várias entidades do concelho

O Município de Alandroal deu a conhecer, esta terça-feira, que adquiriu equipamentos no valor de 40 mil euros para entregar às entidades do concelho na prevenção e combate à COVID-19.

De acordo com a informação disponibilizada, os equipamentos adquiridos, como equipamentos individuais de protecção, gel desinfectante e outros materiais, já estão a ser distribuídos pelas entidades do concelho com responsabilidade na segurança, na prevenção e no combate à COVID-19.

A Autarquia dá a conhecer que já foram entregues equipamentos ao Centro de Saúde (100 máscaras e 40 óculos), Bombeiros Voluntários (20 máscaras e 2 óculos), Lar Cantinho Amigo (200 pares de luvas, 100 máscaras, 6 litros de gel desinfectante e 4 fatos de protecção), Lar da APIT (100 máscaras, 100 pares de luvas, 7 litros de gel desinfectante e 4 fatos de protecção) e Lar da Santa Casa da Misericórdia (50 máscaras), de acordo com as necessidades manifestadas.

Apesar de já ter entregado estes produtos, o município realizou já encomendas de equipamentos, que correspondem à previsão de necessidades para dois meses, no valor de 40 mil euros para distribuir por estas entidades nas próximas semanas. São 15 mil euros para equipar o Centro de Saúde, 10 mil euros para apoio aos Bombeiros e 5 mil euros para cada uma das IPSS com valência de lar.

A Autarquia informa que estes valores vão sair do Fundo de Emergência Municipal, de 150 mil euros, criado pela autarquia, e do qual já saíram 20 mil euros para participar na compra conjunta, entre todos os municípios da CIMAC, de 6 ventiladores para o Hospital do Espírito Santo de Évora.

João Grilo, Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, refere que este “é um investimento na resposta global do concelho aos possíveis efeitos da pandemia e também um investimento em segurança nos lares de idosos, onde os riscos são maiores e que só uma resposta conjunta e bem articulada e a colaboração da população podem reduzir ao mínimo os impactos da pandemia no concelho”.

O autarca refere ainda que “a população do concelho tem tido, em termos gerais, um comportamento exemplar, mas é preciso melhorar alguns comportamentos de risco, sobretudo no que diz respeito à permanência em casa, isolamento e protecção dos idosos por parte das famílias e não baixar a guarda de forma nenhuma”.