Covid-19: Autoridades já impediram 266 pessoas de passar as fronteiras do Alentejo com Espanha

O Ministério da Administração Interna acaba de fazer um balanço das actividades do SEF e da GNR nas fronteiras terrestres, na sequência da determinação da reposição temporária do controlo de fronteiras internas com Espanha, estabelecida pelo Governo.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), enquanto autoridade responsável pelo controlo de pessoas nas fronteiras, iniciou às 23h00 do dia 16 de Março o controlo dos passageiros nos nove Pontos de Passagem Autorizados (PPA).

Segundo os dados agora avançados, nestes primeiros 10 dias, até ao final do dia desta quinta-feira, o SEF controlou – com a colaboração da Guarda Nacional Republicana – um total de 87.823 cidadãos.

Relativamente a cada um dos nove PPA, foi controlado o seguinte número de cidadãos:

– Valença, Viana do Castelo – 40.004

– Vila Verde da Raia, Chaves – 12.534

– Quintanilha, Bragança – 2.910

– Vilar Formoso, Guarda – 11.417

– Termas de Monfortinho, Castelo Branco – 2.021

– Marvão, Portalegre – 807

– Caia, Elvas – 9.810

– Vila Verde de Ficalho, Beja – 2.923

– Castro Marim, Faro – 5.397

O Ministério da Administração Interna revela ainda que, “deste total de 87.823 cidadãos, 853 foram impedidos de entrar em território nacional e um foi detido por uso de autorização de residência falsa, no ponto de passagem autorizado de Vila Verde da Raia, Chaves.

As recusas de entrada verificaram-se em Valença (286), Caia (199), Castro Marim (154), Vilar Formoso (84), Vila Verde de Ficalho (57), Vila Verde da Raia (40), Quintanilha (16), Marvão (10) e Termas de Monfortinho (7).

Read more...
Read more...