Covid-19 faz cair venda de livros mais de 65%

A venda de livros em Portugal caiu abruptamente, com o agravamento da situação epidemiológica causada pelo Covid-19, no país e no Mundo.

Segundo dados da GfK, na semana de 16 a 22 de março foi registada uma acentuada quebra de dois terços do valor (-65,8%), em comparação com a semana homóloga do ano passado.

Pode aceder ao recurso Roleta online gratis e assim poderá ter um nova solução

Neste período, foram vendidos menos 121,6 mil unidades, o quer representa uma quebra de 1,6 milhões de euros no mercado total. Nos hipermercados a redução na compra de livros atingiu os 40%, tendo chegado aos 73% em livrarias e outros espaços de venda de livros.

As categorias mais atingidas foram a “Vida Prática/Lazer/Atualidades” (-75%), a Infantil/Juvenil (-64%) e a Literatura (-58%).

Segundo António Salvador, diretor-geral da GfK Portugal “a situação atual que vivemos está a afetar gravemente a venda de livros e a continuar assim será a pior crise que alguma vez já existiu neste mercado.”

Evolução Semanal

(Comparativamente com a semana homóloga de 2019)

Os dados fazem parte do GfK Painel Retalhista de livros, Informação semanal de sellout dos principais retalhistas no mercado português.

Os dados agora revelados pela GfK, analisaram os períodos homólogos, tendo em conta a vendas do mercado de livros não escolares auditados semanalmente. Baseado nas vendas de mais de 1.500 pontos de venda (online e offline) dos canais Livrarias/ Outros e Mass Merchandisers.

Fonte: GfK Portugal

Esta informação também lhe pode interessar: https://frank.casino-navegador.com/jogos-gratis/super-wheel

O mais visto