Covid-19: Governo já pagou aos agricultores cerca de 553M€, em adiantamentos

O Ministério da Agricultura anunciou, esta quarta-feira, o pagamento, a título de adiantamentos, no âmbito do Pedido Único 2020, 552,8 milhões de euros aos agricultores portugueses.

Segundo a informação disponibilizada, os pagamentos foram feitos por forma a responder aos impactos da pandemia COVID-19 e minimizar os seus efeitos. Assim:

— Em agosto foram pagos 110 milhões de euros, o que aconteceu pela primeira vez em 10 anos. Estes valores corresponderam ao adiantamento de 67 milhões de euros na medida de apoio à Manutenção da Atividade Agrícola em Zonas Desfavorecidas, de 31 milhões de euros na medida de apoio à Produção Integrada e de 11 milhões de euros na medida de apoio à Agricultura Biológica.

— Em outubro foram pagos 420 milhões de euros que corresponderam a adiantamentos das Ajudas Diretas, Apoio às Zonas Desfavorecidas e Medidas Agro-ambientais. Estes pagamentos ficaram concluídos ontem, dia 10 de novembro, com o pagamento de mais 22,8 milhões de euros, relativos à segunda tranche da medida M7.2 – Produção Integrada.

Depois destes adiantamentos, o Ministério da Agricultura vai efetuar um novo pagamento, a título de adiantamento, até 30 de novembro, da medida Rede Natura, no valor de 10 milhões de euros e dos prémios à Florestação das Terras Agrícolas no valor de 7,5 milhões de euros.

Já até 31 de dezembro vão ser pagos aos agricultores portugueses mais de 380 milhões de euros no âmbito das Ajudas Diretas e do Desenvolvimento Rural.