Duas investigadoras da região Alentejo recebem bolsa de doutoramento a desenvolver no CEBAL

Duas investigadoras da região do Alentejo que desenvolvem atividades de Investigação & Desenvolvimento no Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL) foram contempladas com Bolsas de Doutoramento, no âmbito do Concurso Nacional para a Atribuição de Bolsas de Investigação para Doutoramento de 2020 pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), cujos resultados foram divulgados recentemente.

Letícia Fialho e Liliana Cachucho foram as duas investigadoras do CEBAL comtempladas entre as apenas 16 bolsas de doutoramento atribuídas no painel de Ciência Animal e Ciências Veterinárias, fazendo parte das 41,6% das bolsas aprovadas, de um total de 3797 candidaturas recebidas no concurso deste ano. As duas investigadoras juntar-se-ão assim aos oito atuais alunos de doutoramento do CEBAL, como resultado de uma estratégia constante de angariação de investigadores que possam trazer valor acrescentado para a região, aliada ao compromisso de fixar os recursos humanos altamente qualificados, reforçando a missão do CEBAL de contribuir com “Ciência para um Alentejo a Inovar”.

Inseridas no programa doutoral em Ciências Veterinárias – Especialidade Produção Animal da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa, ambas as investigadoras focam o seu trabalho em estratégias nutricionais para ruminantes que pretendem melhorar a qualidade dos produtos, mas também a sustentabilidade e eficiência destes sistemas produtivos. Estes trabalhos serão desenvolvidos em parceria, entre o CEBAL e o Centro de Investigação Interdisciplinar em Sanidade Animal (CIISA) da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa.

As Bolsas de Doutoramento permitirão às investigadoras a progressão da sua carreira científica, contribuindo deste modo para o desenvolvimento científico e tecnológico do Alentejo, reforçando a competitividade do território em contexto nacional e internacional, por via de uma economia alicerçada no conhecimento.

A FCT (www.fct.pt) é a principal entidade de financiamento público da investigação científica em Portugal, tutelada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que promove anualmente o Concurso Nacional para a Atribuição de Bolsas de Investigação para Doutoramento, atribuindo subsídios, por um período máximo de quatro anos, a investigadores que se destacam pela excelência dos seus currículos e dos seus projetos de investigação, apoiando a sua formação na obtenção do grau académico de Doutor e o prosseguimento dos seus trabalhos.