“É um marco diferenciador na nossa oferta turística no contexto nacional”, diz Secretário de Estado da Valorização do Interior sobre novo hotel em Mourão (c/som)

Foi hoje inaugurada a Herdade dos Delgados – Dark Sky Hotel & SPA , em Mourão, no distrito de Évora.

Na cerimónia marcou presença o Secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, a Presidente da Câmara Municipal de Mourão, Maria Clara Safara, o Presidente da Entidade Regional de Turismo, António Ceia da Silva, entre outros autarcas, entidades regionais, os principais fornecedores da unidade e ainda algumas figuras publicas.

Este novo empreendimento hoteleiro conta com investimento de 3.148.000 euros, tendo a sua construção decorrido ao longo de 30 meses, iniciados em 2015, e contando com apoio do plano de incentivos do Portugal 2020.

São criados 30 novos postos de trabalho, conta com restaurante com cozinha criativa e baseada nos produtos endógenos alentejanos, terá particular fofo na observação estrelar e turismo científico, complementado pelo turismo náutico e de natureza.

ODigital.pt esteve presente e falou com o Secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino, que começou por falar deste hotel como “marco diferenciador na nossa oferta turística no contexto nacional, mas o mais importante é pelo facto de ser em Mourão, uma localidade e concelho com algumas fragilidades económicas, e é obviamente mais um e bom empregador e que pode por essa via, também, potenciar a oferta turística e a oferta dos produtos endógenos deste região como a gastronomia e todos os outros produtos podem a partir daqui ser mais valorizados e mostrados ao mundo.”

Já sobre o programa valorizar que tem apoiado vários projectos na região do interior, o governante afirma que “temos mais de 200 projectos aprovados, um investimento de aproximadamente 100 milhões de euros, para todo o interior do país já para podermos qualificar a oferta turística que temos nestes territórios do interior do país, para que as pessoas possam conhecer estes territórios e o que de melhor Portugal tem.”

Questionado se os projectos têm de assentar essencialmente na aposta na qualidade, João Paulo Catarino, refere que “o nosso produto é diferenciador e se nos posicionarmos na escala de valor mais elevado, o retorno económico será maior e porque o produto em si é de um potencial enorme. E é necessário captarmos o tipo de turista que valoriza este produto em especifico.”

Questionado sobre o aparecimento de novos projectos o Secretário de Estado da Valorização do Interior destaca os mais de “10 milhões de euros, através do Valorizar, disponíveis até 25 de Novembro deste ano em que as empresas e as câmaras municipais se podem candidatar precisamente para aprovarmos mais o interior.”

https://odigital.pt/wp-content/uploads/2019/07/sec_estado_hotel_mourao-1.mp3