Elvas: Confraria do Senhor Jesus da Piedade já tem Comissão Administrativa constituída

Conforme ODigital.pt noticiou, a Confraria do Senhor Jesus da Piedade de Elvas, estava a atravessar uma crise, tendo o Juiz da Confraria pedido a sua demissão.

No seguimento dos acontecimento, o Arcebispo de está actualmente a ser gerida pelo Arcebispo de Évora, através de uma comissão administrativa “AD HOC”, por ele criada, em provisão assinada a 12 de Julho. No dia 13 de Julho houve uma reunião geral do Arcebispo de Évora com os irmãos da Confraria, na qual deu a conhecer a sua composição, bem como contextualizou a sua criação e o respectivo mandato.

Na Provisão, a que “a defesa” teve acesso, pode ler-se que “a constituição, com efeitos imediatos, para a Confraria do Senhor Jesus da Piedade de Elvas, de uma Comissão Administrativa “AD HOC””, funcionará num período máximo de 6 meses “sob a supervisão e orientação do Ordinário Diocesano”.

 

A referida Comissão Administrativa “AD HOC” é composta pelos seguintes membros:

– Diác. Dr. Frederico João Pereira Zagalo, com as funções de Presidente;

– Dr. Jorge Manuel Salgueira Mateus, com as funções de Vice-Presidente;

– Carlos Alberto Balsinhas Damião, vogal com as funções de Organizar as Festas anuais de Setembro denominadas de “Festas de S. Mateus”, em honra do Senhor Jesus da Piedade;

– José Joaquim Bandeiras da Mata, vogal com as funções de Tesoureiro;

– Joaquim Lourenço Ventura Trindade, vogal com as funções de Secretário.

 

A Provisão refere ainda os poderes de gestão da referida Comissão Administrativa “AD HOC”, nomeadamente:

– Praticar, de acordo com os condicionalismos legais aplicáveis, os atos e contratos necessários, anteriores e subsequentes a preservar os superiores interesses, direitos e obrigações legais e institucionais da Confraria do Senhor Jesus da Piedade de Elvas;

– Promover, organizar e assegurar as tradicionais Festas anuais de Setembro, denominadas de “Festas de São Mateus”, em honra do Senhor Jesus da Piedade, podendo para este exclusivo efeito, substabelecer e/ou constituir subcomissões, grupos de trabalho de carácter eventual;

– De acordo com o regime previsto nas Normas Gerais das Associações de Fiéis, obter a regularização dos Órgãos Sociais, convocando e organizando o processo eleitoral em vista à eleição dos novos Corpos Gerentes com o seguinte calendário, salvo factualidade superveniente aqui não considerada, a saber:

  • Assembleia Geral Extraordinária: 13-09-2019.
  • Convocatória da Assembleia Geral Extraordinária, exclusivamente destinada a fins eleitorais, com 15 dias de antecedência sobre a data do ato eleitoral.
  • Apresentação de listas: até às 15:00h do décimo dia anterior ao da realização do ato eleitoral.
  • Outros procedimentos: A determinar por iniciativa da Comissão Administrativa, conforme os normativos aplicáveis. Cfr. artigos 26º e 31º das NGAS e C. 166º.