Em 2019 distrito de Portalegre foi o que menos nascimentos registou

Em 2019, foram estudados 87.364 recém-nascidos no âmbito do Programa Nacional de Rastreio Neonatal (PNRN), coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), através da sua Unidade de Rastreio Neonatal, Metabolismo e Genética do Departamento de Genética Humana. Em relação a 2018, foram realizados mais 537 “testes do pezinho” (86.827).

Lisboa foi o distrito com o maior número de bebés estudados (26.281), seguido do Porto (15.701) e Setúbal (6.723), enquanto que Portalegre (621), Bragança (629) e Guarda (697) foram os distritos onde menos testes foram efectuados. Outubro foi o mês com mais recém-nascidos rastreados (8.516), seguido de Janeiro (8.291) e Agosto (7.599).

Analisando os dados desde 2014, verifica-se que nesse ano foram realizados 83.100 “testes do pezinho”, número que subiu para 85.056 em 2015 e para 87.577 em 2016. Em 2017, o número de recém-nascidos estudados diminuiu para 86.180, voltando depois a subir em 2018 (86.827) e em 2019 (87.364).

Fonte: Instituto Ricardo Jorge

Recomendado