“Esta é uma das situações mais difíceis em 70 anos de existência”, refere a Direcção dos Bombeiros de Cuba

Como noticiamos, dois bombeiros ficaram gravemente feridos, na passada segunda-feira, num incêndio no concelho de Castro Verde. Ambos os bombeiros pertencem à Corporação de Bombeiros de Cuba, no distrito de Beja.

Numa comunicação feita na página oficial dos Bombeiros de Cuba, a Direcção da Associação de Bombeiros refere que “Esta é uma das situações mais difíceis em 70 anos de existência.”

No comunicado emitido os Bombeiros de Cuba começam por referi que “apesar dos riscos a que os nossos operacionais estão sujeitos no desempenho diário das suas funções, a verdade é que nunca estamos preparados para receber notícias como a que ontem nos atingiu.”

A Direcção da Associação acrescenta ainda que na segunda-feira, “mobilizados para a frente do combate ao incêndio que lavrava na zona de Castro Verde e que obrigou ao destacamento de mais de uma centena de homens, dois dos nossos ficaram, infelizmente, feridos com gravidade.”

Pode ainda ler-se na comunicação que “a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Cuba, através dos seus Órgãos Sociais e Comando, desejam um rápido restabelecimento dos bombeiros de 3.ª Carlos Manuel Lopes Carvalho e Carlos José Coelho Heleno que se encontram hospitalizados e continuará a acompanhar a situação clínica dos operacionais e a dar todo o apoio possível aos seus familiares, assim como a todos os seus colegas, neste momento difícil.”

A Associação de Bombeiros conclui referindo que “esta é uma das situações mais difíceis em 70 anos de existência da nossa Associação e do seu corpo de bombeiros e as mensagens de solidariedade e de preocupação que nos têm chegado reforçam ainda mais o valor de homens e mulheres que, abnegados, com espírito de solidariedade e muito sacrifício se mantêm firmes no desempenho das suas funções para o bem da Humanidade.”

O mais visto