“Estamos na luta contrariando esse destino, abrindo escolas”, diz Bravo Nico na abertura do Pólo da Universidade Popular Túlio Espanca em Redondo (c/som e fotos)

Esta sexta-feira, 25 de Outubro, ocorreu em Redondo, a criação formal do Polo de Redondo da Universidade Popular Túlio Espanca, através da celebração de um protocolo de cooperação entre o município local e a Universidade de Évora.

Com esta decisão, Redondo torna-se o oitavo pólo desta rede de educação popular alentejana – na qual participam Alandroal, Barrancos, Canaviais, Portel, São Miguel de Machede, Reguengos de Monsaraz e Viana do Alentejo –, na qual participam cerca de um milhar de pessoas de todas as idades, envolvidas em actividades de educação não formal, intergeracional e de base popular.

Na cerimónia de assinatura deste protocolo este o Presidente da Câmara Municipal de Redondo, António Recto, o Vice-reitor da Universidade de Évora, António Candeias e o responsável pela Universidade Popular Túlio Espanca, Professor Bravo Nico.

ODigital.pt esteve presente e falou com Bravo Nico, que começou por dizer que “é um momento muito significativo e simbólico para o Alentejo, porque nos ultimas décadas viu tantas centenas de escolas serem encerradas por todo o território e nós estamos na luta contrariando esse destino, abrindo escolas, particularmente para as pessoas que até hoje não tiveram muitas oportunidades para ter acesso à educação, portanto é um momento muito bonito.”

Sobre a Universidade Popular Túlio Espanca e o seu crescimento nos últimos anos, Bravo Nico salienta que “o projecto tem uma década e neste momento estamos com 8 pólo no território do Alentejo e no próximo mês de Novembro iremos abrir mais um pólo em Évora, no centro histórico, numa rede que conta já com 1000 participantes activos em múltiplas actividades distribuídas pelos nossos 9 pólos, em Alandroal, Barrancos, Canaviais, São Miguel de Machede, Portel, Viana do Alentejo, Reguengos de Monsaraz, agora Redondo e daqui a uns dias em Évora.”

O responsável pela Universidade Popular conclui dizendo que “no fundo as pessoas já tinham uma dinâmica associativa, como aqui no redondo, uma dinâmica associativa e comunitária bastante forte, o que nós estamos a fazer é tentar dar uma rede a essas pessoas no sentido de poderem trabalhar de forma mais cooperativa e mais ligada com outras pessoas de outros territórios.”

 

Falámos ainda com o autarca de Redondo, António Recto, que explicou que “pretendemos com a criação deste pólo, isto não tem directamente a ver com a Dinâmica Sénior, isto é, mais do que isso. Nós sentimos que tínhamos essa carência, devíamos ter uma oferta que permitisse aqueles que ainda não tem idade para serem séniores, mas que têm disponibilidade para participar num conjunto de actividades e para enriquecer a si próprio e poder transmitir os seus conhecimentos a outros, e é isto que aqui está com a criação deste pólo.”

O autarca diz ainda que “este momento estão criados 8 pólos, cada pólo com as suas actividades e são autónomos, nós agora até vamos trabalhar num plano de actividades para o próximo ano, com um conjunto de disciplinas que não quer dizer que sejam coincidentes com os outros pólos que já existem, por isso permite que todos aqueles que queiram participar e de acordo com esse plano de actividades podem participar independentemente do concelho de onde sejam.”

Sobre a Dinâmica Sénior já existente no Redondo e a Universidade Popular, agora criada, o edil esclarece que “é  um complemento, mas isso foi aquilo que eu senti à bastante tempo, nós temos aqui um conjunto de idoso e pensionistas a participar em actividades, que ultrapassa os 120 que ate participam com alguma regularidade. Mas eu senti que havia uma necessidade para aquele sue não tem essa idade, mas que querem participar também, querem aprender mais, querem transmitir aquilo que conhecem com base na sua formação e é ai que tem de haver esse ponto de encontro, e é ai que surgem estes pólos da universidade popular.”

Sobre o local onde irá funcionar a Universidade Popular, António Recto diz que “já tem um espaço específico, que é onde está agora a Dinâmica Sénior, que neste momento está em obras e vai ser ampliando, ou seja, junto â biblioteca municipal e ao centro lúdico.”