Évora: Fundação Alentejo comemora 20 anos de “construção de um património educativo”, refere Fernanda Ramos (c/fotos e som)

A Fundação Alentejo comemorou esta terça-feira, 7 de Maio, o seu 20º aniversário.

Durante a manhã decorreu no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo a sessão comemorativa em que estiveram presidentes a Presidente da Fundação Alentejo, Fernanda Ramos, a Vice-Presidente da CCDRA, Carmen Carvalheira, a Presidente do Centro Português de Fundações, Maria do Céu Ramos, o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, bem como outros autarcas de região e entidades civis e militares, para além de dezenas de alunos desta escola.

ODigital.pt esteve presente e falou com Fernanda Ramos, Presidente da Fundação Alentejo, que começou por explicar que “são 20 da fundação e 9 a EPRAL, são 29 anos em que fundamentalmente o que fazemos é a construção do património educativo e o património são as nossas pessoas, as nossas crianças, os nossos jovens e os nossos adultos. Aqueles, como foi dito nesta sala, que no seu tempo não tiveram oportunidade de receber formação mas que nós estamos a colmatar essa necessidade que hoje têm para poderem responder aquilo que é a inovação, os novos desafios, desta sociedade em que estamos envolvidos.”

Questionada sobre os maiores desafios dos últimos 20 anos, Fernanda Ramos, afirma que foram “muitos”, acrescentando que “recebemos da entidade que nos instituiu, que foi a Escola Profissional da Região Alentejo, recebemos o seu património, o activo e o passivo. E recebemos um quadro de pessoas que luta diariamente, estamos dependentes sempre das aprovações e contratualização, somos uma instituição sem fins lucrativos, que não tem meios, não gera proveitos, a não ser no serviço público, na educação e formação que presta, e é nesse sentido que alguns constrangimentos têm vindo a ser colocados, mas com a humildade de sempre, a perseverança, a resiliência que é permanente em nós temos conseguido ultrapassá-los e temos conseguido sempre a colaboração das diferentes entidades quer regionais quer nacionais e fundamentalmente da sociedade.”

A Presidente da Fundação Alentejo deixou ainda um agradecimento “às famílias, porque é costume dizer que só há escola porque há alunos e só há alunos porque há famílias. Portanto obrigado às famílias que acreditaram em nós, aqueles todos que ajudaram a construir este projecto e todos aqueles que trabalham diariamente para este projecto.”

Tudo é possível construir e engrandecer se formos capazes de trabalhar em conjunto. É esse desafio que o Alentejo tem, que os alentejanos se unam e consigamos levar em diante aquele que será a ambição de todos nós, de um Alentejo cada vez melhor, mais próspero, mais inovador. Para aqueles que lançámos no mundo e serão o nosso futuro”, concluiu Fernanda Ramos.