Foi “sorte encontrar este tesouro aqui perdido Alentejo”, diz empresário que construirá um hotel na Quinta de Valverde

Conforme noticiámos, foi assinado, esta sexta-feira, o contrato de concessão da Quinta do Paço de Valverde, no âmbito do Programa Revive.

A sessão de assinatura do contrato de concessão contou com intervenções de Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora, Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo e Shahenaz Sadruin Ibrahim Ali, Diretora da SABIR Investimentos, empresa a quem foi concessionado o imóvel.

Em declarações à imprensa, Sadik Sabir Ali, da empresa Savir Investimentos, começou por explicar que “há algum tempo que andávamos à procura de um desafio novo e diferente do conceito hoteleiro onde nós estamos até agora”, acrescentando que “tivemos a sorte de encontrar este tesouro aqui perdido no meio do Alentejo e que temos toda a honra terem confiado em nós e nos terem concessionado este espaço para tomar conta.”

O investidor adiantou que “nossa ideia é criar um produto que seja para chamar os locais porque temos aqui um pátio maravilhoso onde se podem passar tardes lindas e também dar a conhecer a turistas estrangeiros os espaços maravilhosos que existem no Alentejo.”

No que diz respeito ao conceito a implementar no futuro hotel, Sadik Sabir referiu que “a ideia é trabalharmos sempre com tudo o que é local, na medida em que não vamos deixar de trabalhar com universidade na parte da agricultura, na parte de investigação e inclusivamente vamos tentar coordenar e trazer um conceito de restauração biológica em que tudo o que possa ser eventualmente vir a ser servido, seja tudo cultivado localmente dentro da herdade ou adquirido a produtores locais”, ou seja, ter “aqui todo um entrosamento e uma sinergia entre herdade e as entidades locais”.

Sobre os valores do investimento, o empresário refere que “neste momento estamos a fazer um plano de investimento, pois ainda não tínhamos tido acesso a todas as documentações que necessitávamos, por isso não tenho números para adiantar, mas é certo que vamos requalificar este espaço ao nível de muitas unidades hoteleiras que existem na zona e vamos tentar trazer para aqui também algum turismo com valor adicionado monetário que não traga só para nós como também para a cidade”.

Sadik Sabir revelou ainda que o hotel deverá ser de “quatro estrelas superior porque nós já temos hotel de quatro estrelas e o que eu tenho vindo a perceber cada vez mais com o mundo avançar, é que o tipo de cliente que nós queremos é o cliente quatro estrelas, que é um cliente que sabe o que é está disposto a pagar pela qualidade que quer.”

O empresário concluiu ainda que “eventualmente vamos implementar aqui é hotelaria de agricultura pedagógica, em que as pessoas vêm para cá na altura da apanha do cogumelo. na altura da apanha da azeitona e entrosar um bocadinho cada vez mais das novas gerações”.

Read more...
Read more...