GNR identificou homem que cortava com rebarbadora e provocou um incêndio em Odemira

A Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de proteção Ambiental, no dia 10 de setembro, identificou um homem de 66 anos por incêndio florestal, em Odemira.

Segundo a GNR, “após o alerta de incêndio, os militares deslocaram-se ao local onde procederam a diligências de investigação, tendo detetado o ponto inicial de ignição. Perante os indícios recolhidos, os militares concluíram que a origem do incêndio deveu-se a trabalhos de corte realizados com uma rebarbadora, o que possibilitou identificar o autor.”

Deste incêndio resultou uma área consumida de 195 hectares, tendo ardido um povoamento de sobreiros e azinheiras, medronheiros, mato e pasto, verificando-se ainda a perda de 34 cabeças de gado bovino, ovino e suíno, em consequência das queimaduras sofridas e da inalação de fumos.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Odemira.