Governo aprovou videovigilância em Estremoz para “reforçar a protecção e segurança de pessoas e bens”

A cidade de Estremoz, no distrito de Évora, terá em breve em funcionamento um sistema de videovigilância, que agora foi autorizado Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, Antero Luís.

De acordo com o Ministério da Administração interna, “este sistema, operado pela Polícia de Segurança Pública (PSP), visa reforçar a protecção e segurança de pessoas e bens, públicos ou privados, assim como prevenir a prática de crimes em locais de potencial risco.”

Este sistema “será composto por nove câmaras, abrangendo o centro histórico, principais entradas da cidade, zona industrial e zona de serviços de Estremoz”, adianta ainda a nota enviada às redacções.

De acordo com o despacho agora assinado pelo Secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna a instalação e utilização do sistema de videovigilância, está autorizada, “por um período de dois anos. Após esse período, pode ser autorizada a renovação, quando comprovado que se mantêm os fundamentos invocados para a concessão desta autorização.”

A instalação e utilização do sistema de videovigilância na cidade de Estremoz foi precedida de parecer da Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD).

Recomendado