Hospital de Évora tem novo equipamento de ecoendoscopia, que evita que doentes tenham de se deslocar a Lisboa para exames

O Serviço de Gastrenterologia do Hospital do Espirito Santo, de Évora, dispõe de um novo equipamento para a realização de ecoendoscopia que permitirá uma melhor resposta aos Utentes deste Serviço de referência para todo o Alentejo, com cerca de meio milhão de habitantes.

O ecoendoscópio aplica uma técnica diferenciada dentro de todas as técnicas de gastrenterologia que alia a parte de endoscopia à ecografia de alta resolução.

A aquisição deste equipamento enquadra-se no projecto de Requalificação e Diferenciação Tecnológica dos Serviços do HESE EPE e foi financiada pelo FEDER, em 85% (no âmbito do programa operacional Alentejo2020), no valor de 198 645,00euros. O equipamento foi adquirido pelo Conselho de Administração em fevereiro de 2018 e está em funcionamento desde o início 2019.

Este novo equipamento evita que os utentes tenham que se deslocar como era habitual ao Hospital Garcia de Orta, em Almada, ou para o IPO, em Lisboa.

A aquisição deste equipamento foi um projecto iniciado há cerca de 4 anos pela direcção do Serviço de Gastroenterologia e do Serviço de Cirurgia Geral, em articulação com o Conselho de Administração, por se considerar essencial para o Hospital de Évora, enquanto Hospital Central com um Serviço de Gastrenterologia de referência para toda a região do Alentejo, que conta com meio milhão de habitantes.