Imóveis dos centros históricos de Évora e Elvas isentos de pagar IMI

As casas localizadas nos centros históricos de Évora e Elvas, vão ficar isentas de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), devido ao facto de estarem localizadas numa zona classificada pela UNESCO.

Depois de vários anos com os moradores a reclamarem esta isenção, a Autoridade Tributária veio agora esclarecer esta duvida e já começou a notificar os departamentos de Finanças.

Entre as cidades abrangidas estão Elvas, Évora, Guimarães, Porto, Óbidos, Sintra e Angra do Heroísmo.

Segundo a imprensa nacional, os centros históricos classificados pela Unesco têm cerca de 20 mil edifícios e, nos últimos dez anos, as receitas de IMI cobradas indevidamente representam cinco milhões de euros de receita anual para as câmaras municipais

O mais visto