Inspeção-Geral das Actividades em Saúde detecta várias falhas de segurança no Hospital de Évora. Saiba as falhas detectadas.

Datado do dia 26 de Março, foi agora tornado público a auditoria feita a várias unidades hospitalares portuguesas e onde se verificaram os procedimentos e normativos de segurança de pessoas e bens no internamento hospitalar.

Uma das unidades hospitalares auditadas pela Inspeção-Geral das Actividades em Saúde foi o Hospital do Espírito Santo de Évora, em que foram auditados os serviços de Medicina 2, Urgência, Pediatria, Neonatologia e Ginecologia/Obstétricia.

No hospital eborense foram detectadas 10 situações que fragilizam a segurança da unidade.

Das 9 situações destaca-se a falta de Programa de Prevenção da Criminalidade, a falta de controlo no acesso à Medicina 2; a falta de informação por parte do hospital ao utente, relativamente aos seus bens; e a falta de um programa de formação para o pessoal da Segurança.

Fique de seguida com todas as situações detectadas, bem como as recomendações feitas pela  Inspeção-Geral das Actividades em Saúde: