Joacine Katar Moreira na Universidade de Évora para apresentar um livro

A deputada Joacine Katar Moreira estará, no próximo dia 26 de Outubro, na Universidade de Évora para a apresentação de um livro da sua autoria.

“Matchundadi: Género, Performance e Violência Política na Guiné-Bissau” é um livro de Joacine Katar Moreira que coloca em fricção o conceito de “matchundadi” e a política e o Estado guineenses. A apresentação está a cargo de Rita Natário (FCSH-UNL), a decorrer no dia 26 de outubro, pelas 16h, na Sala das Bellas Artes, Biblioteca Geral da Universidade de Évora, Colégio do Espírito Santo.

«O homem “marchu” (que funciona na lógica da “cultura de matchundadi”) encontra-se (sente-se) acima da lei e a impunidade é, além do exercício, uma das suas principais caraterísticas. É exatamente nesta correlação “violência-impunidade” que a “cultura di matchundadi” se alega, em que se encontram e se desafiam os protagonistas desta forma de masculinidade hegemónica”, pode ler-se na obra de Joacine katar Moreira, deputada, feminista negra interseccional e ativista anti-racista. Nascida na Guiné-Bissau em 1982, no seio de uma família guineense e cabo-verdiana, tendo imigrando para Portugal com 8 anos de idade.

As suas áreas de estudo e intervenção são os Estudos do Desenvolvimento, Estudos de Género, violência, política e movimentos sociais. Mentora e fundadora do INMUNE – Instituto da Mulher Negra em Portugal, criado em 2018 para lutar contra a invisibilização e silenciamento da mulher negra na sociedade portuguesa.

O evento está condicionado a 25 pessoas a decorrer em conformidade com as regras da DGS.

Reservas através do e-mail: din-cultura@bib.uevora.pt 

Evento com transmissão via streaming em https://facebook.com/teatropraga

Fonte: Universidade de Évora

Read more...
Read more...