Jovens regressam ao Dia da Defesa Nacional, de forma presencial, a 2 de Setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde 9 de março, deverá recomeçar a sua atividade normal, em formato presencial, a partir de 2 de setembro.

Neste contexto, e atendendo às orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), os Centros de Divulgação do Dia da Defesa Nacional foram reconfigurados e devidamente adaptados para receber, em segurança, todos os cidadãos convocados.

Segundo o Ministério da Defesa, “foram criados percursos seguros e adotadas as medidas de afastamento social em vigor, assegurando a higienização de todos os espaços e o fornecimento de material de proteção pessoal, nomeadamente desinfetante para mãos e máscaras, que serão obrigatórias para todos.”

O Dia da Defesa Nacional (DDN) iniciar-se-á no dia 2 de setembro, em cinco Centros de Divulgação de Defesa Nacional (CDDN), Maceda, Vila Real, Viseu, Sintra e Portimão.

Em cada um dos Centros de Divulgação, os jovens convocados serão divididos em seis grupos, de forma a não ultrapassar o número máximo previsto pelas normas da DGS.

Será um esforço contínuo que visa garantir que o Dia da Defesa Nacional decorre em segurança, para os jovens convocados e para os militares das unidades que os acolhem.

Assim, todos os cidadãos que, a partir desta data, sejam convocados para um dos Centros de Divulgação do Dia da Defesa Nacional, deverão comparecer nos locais indicados nos Editais de Convocação que estão afixados nas Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Postos Consulares e online.