No Crato sensibiliza-se a população para os Direitos das Vítimas com uma exposição

No concelho do Crato tenta-se sensibilizar a população para a prática dos crimes contra as pessoas, bem como para o apoio às vítimas dessa violência.

Neste sentido, a Biblioteca Municipal do Crato acolhe, uma exposição temporária “APAV, 30 Anos pelos Direitos das Vítimas” que estará patente até dia 26 de novembro, de segunda à sexta-feira, ente às 9.30h e as 12.30h e das 14.00 às 17.30h.

Esta exposição da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima assinala os 30 anos da instituição e reúne imagens de 18 campanhas de sensibilização da população, realizadas ao longo dos anos e que traduzem o trabalho da associação de apoio a vítimas dos mais variados tipos de crime.

Desde há três anos que a Câmara Municipal do Crato e o Gabinete de Apoio à Vítima do Alto Alentejo e Oeste trabalham em conjunto para a prevenção e sensibilização da população para a prática de crimes, bem como na proteção das vítimas. Os serviços de apoio psicológico, emocional, jurídico e de ordem prática que estão disponíveis para a população são gratuitos, confidenciais e prestados por técnicos especializados. Não são apenas dirigidos a mulheres nem exclusivos da violência doméstica, abrangem todo o tipo de delitos criminais e procuram dar uma resposta de apoio global.