Oito das dezoito Unidades de Investigação da Universidade de Évora classificadas como excelentes

Oito das dezoito Unidades de Investigação integradas por equipas da Universidade de Évora (UÉvora), duas das quais lideradas pela instituição, classificadas com “Excelente” pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).
Com nota máxima, o MED – Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento e o Laboratório HERCULES – Herança Cultural, Estudos e Salvaguarda vão receber um financiamento de aproximadamente 5 M€ para os próximos cinco anos para implementar os seus programas de investigação, nas áreas dos Estudos Mediterrânicos e das Ciências do Património, áreas- âncora da Universidade de Évora.

O relatório da Avaliação das Unidades de I&D da FCT reconhece assim a qualidade da investigação da UÉvora, resultando num financiamento global de 35 000 M€ atribuído às 18 Unidades de I&D lideradas ou integradas pela UÉvora, onde se incluem, ainda, quatro com classificação de “Muito Bom” e cinco com “Bom”.

Com apenas uma década e mais de 60 investigadores em atividade, o HERCULES manteve a classificação de “Excelente” tendo sido considerado pelo Painel de Avaliação como “uma infraestrutura de investigação única em Portugal e um marco na Europa”.

Na avaliação do MED é valorizada “a reflexão altamente sofisticada do conceito “Mediterrâneo” e a forte ligação entre a investigação e a prática, respondendo a questões formuladas por agricultores e empresas agro-alimentares. É nesta perspetiva que o Painel de avaliação desafia o MED a consolidar-se como uma referência nacional e internacional no campo da interface entre Sociedade e Ciência, no âmbito dos Estudos Mediterrânicos.

Com mais de 180 investigadores, o MED é uma Unidade recém-formada dedicada à Agricultura e ao Ambiente no Mediterrâneo que resulta da fusão entre o ICAAM (Universidade de Évora), Cebal (Beja), Cibio – Pólo de Évora e MeditBio (Universidade do Algarve). Será a única unidade de investigação na integração entre agricultura, alimentação, desenvolvimento rural e ambiente no Sul do País, reforçando-se a capacidade de produzir conhecimento integrado, com maior impacte societal.

Recomendado