Pólo de Reguengos de Monsaraz da Universidade Popular Túlio Espanca comemorou 1º aniversário (c/som e fotos)

O Auditório Municipal de Reguengos de Monsaraz recebeu este sábado, 19 de Janeiro, as Comemorações do 1.º Aniversário do Pólo de Reguengos de Monsaraz da Universidade Popular Túlio Espanca.

Um evento que se iniciou com as palavras do Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto e pelo director da Universidade Popular Túlio Espanca, Bravo Nico, seguindo-se depois uma pequena palestra sobre envelhecimento activo pelo Dr. António Pepo.

O evento continuou depois com as actuações do Clube de Teatro e da Tuna deste polo de Reguengos de Monsaraz, terminando este dia com uma visita à Herdade do Esporão.

ODigital.pt falou com o Director da Universidade Popular Túlio Espanca, Bravo Nico, que fez um balanço positivo deste primeiro ano do Polo de Reguengos de Monsaraz, dizendo que “excedeu até os objectivos que tínhamos inicialmente, e digamos que a dinâmica que se construiu, desenvolveu, aqui, em Reguengos de Monsaraz, no Polo local da Universidade Popular Dr. Tulio Espanca, demonstra a capacidade do território, do município, de desenvolver um projecto de educação popular dirigido não só a seniores como a outras faixas etárias da população adulta que tem tido muito sucesso e isso está numa fase de pleno crescimento.”

Bravo Nico tem a expectativa que daqui por “um ano, este projecto ainda esteja maior, com mais pessoas a participar, com mais iniciativas a serem dinamizadas, e com isso a prestar um serviço público naquilo que é um dos mais elementares direitos das pessoas que é o direito à educação.”

Sobre a maneira de fazer crescer um projecto como este Bravo Nico diz que “quando os municípios se associam a este tipo de iniciativas e assumem eles próprios a responsabilidade de dinamizarem projectos educativos de natureza não escolar, não formal, dirigidos à maioria da população adulta que através desses projectos conseguem criar uma rotina de aprendizagem ao longo da vida numa perspectiva de que o direito à educação está presente no seu quotidiano”, acrescentando que o “bom exemplo é o que está a ser feito em Reguengos, esperemos nós, na Universidade de Évora, que mais municípios adiram a esta rede que neste momento já tem sete pólos. Envolve: Barrancos, Alandroal, Canaviais, Évora, Portel, Viana do Alentejo, Reguengos de Monsaraz e São Miguel de Machede. Fica aqui o desafio de mais municípios poderem aderir através das suas iniciativas e alargarmos a rede a mais pessoas, chegando a mais população que neste momento não tem acesso a este tipo de iniciativas.

Falámos ainda com o Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, que referiu “haver aqui um conjunto de actividades e matérias que transmitam enriquecimento pessoal nesta fase da vida, normalmente na fase da vida mais avançada porque também temos alguns alunos desta Universidade de ensino informal mais novos, e é esse o interesse: enriquecimento pessoal, envelhecimento activo, integração de pessoas que estariam em fase de maior isolamento. Uma integração positiva, com os seus pares, tratando de matérias que eles próprios nos ajudam a definir”, acrescentando que “matérias como por exemplo a alfabetização foi requerida e podendo ser uma turma muito pequenina, com certeza que a valorização pessoal desses alunos é muito grande e muito importante.

Sobre este momento de celebração do primeiro aniversário, José Calixto deixa claro que “é naturalmente um momento de alegria de um projecto que corresponde a um pólo de uma grande projecto do Alentejo, um grande projecto de uma universidade de ensino informal, um grande projecto do professor Bravo Nico e da professora Lurdes Nico e que nos associámos em boa hora, há já quase uma dezena de concelhos que têm ligação com este projecto.