Possível crime ambiental preocupa Autarquia de Alcácer do Sal

Foto: Arquivo

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal está preocupada com um parque de madeiras que está instalado na zona norte da cidade e que suspeita que poderá estar em causa um crime ambiental

Neste sentido, o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença solicitou ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas – ICNF que se pronunciasse e prestasse esclarecimentos relativamente a várias questões relacionadas com a existência de um estaleiro de resíduos de madeiras na Avenida José Saramago, na zona norte da cidade.

Segundo a autarquia de Alcácer do Sal, “no seguimento de uma reclamação apresentada por um munícipe, que aponta para um possível crime ambiental dado reportar que as madeiras existentes estão a provocar a mortandade das espécies vegetais nos terrenos envolventes, a Câmara expõe ao ICNF que não entrou nos serviços municipais da autarquia qualquer pedido de licenciamento/ autorização para o Park de Madeiras e que, em visita relâmpago efetuada, verifica-se no local um acumular de madeira em pilhas de grande dimensão, não existindo no local equipamentos de intervenção de combate a incêndios, como, por exemplo, a rede de água de combate a incêndios.”

A edilidade entende que, “para que tal instalação possa continuar a funcionar, terá de tomar e implementar os procedimentos adequados, de forma a garantir a segurança fitossanitária da zona e a segurança contra incêndios.”

O mais visto