Posto dos CTT de Redondo encerra até ao final do ano. Autarca afirma que “estão a dar um forte contributo para a desertificação desta região” (c/som)

A administração dos CTT decidiu fechar no final deste mês o posto da vila de Redondo, no distrito de Évora.

O fecho do posto dos CTT de Redondo é visto com desagrado pelos representantes autárquicos, que já tomaram algumas medidas para tentar reverter a situação, mas a administração irá mesmo encerrar o posto dos CTT e transferir esse serviço para um estabelecimento comercial local.

ODigital.pt falou com o Presidente da Câmara Municipal de Redondo, António Recto, que nos disse que “levei a reunião de câmara uma moção contra o encerramento do balcão dos CTT, como CTT’s. Não estamos nada de acordo, aliás foi aprovado por unanimidade. A própria assembleia municipal também se manifestou. Comunicámos à entidade que tem responsabilidade nessas matérias mas esta é a política dos CTT, em encerrar balcões (Redondo, Viana, Arraiolos, Portel, enfim uma série deles).”

O autarca justifica a oposição ao fecho do balcão, fundamentando que “pensamos que é mais uma valência que o Redondo tinha e vai perder, embora ele fique a funcionar e segundo me consta, nada oficial porque infelizmente nunca ninguém dos CTT falou com a Câmara, falou sim com o presidente da junta de freguesia que teve a amabilidade de vir falar comigo e consertámos uma posição entre os dois, mas da parte dos CTT, nunca veio à câmara com uma proposta.”

Sobre a falta de comunicação entre os CTT e a Câmara Municipal, o António Recto afirma que “infelizmente as coisas são tratada assim, é uma política em que já se previa que isso acontecesse com a privatização dos CTT e mais tarde com a alienação a capitais estrangeiros.”

Não aceitamos que isso se faça e isto é mais um contributo para a desertificação deste interior. Estamos a perder alguns serviços que até há bem pouco tempo era da esfera do governo e deixou de o ser, e dessa forma o governo ou os vários governos com as suas políticas estão a dar um forte contributo para a desertificação desta região.”

Questionado sobre se já é conhecido o local para onde será transferido o balcão dos CTT, o edil disse-nos que “as informações que tenho da parte do presidente da junta de freguesia é que vai para um privado, de qualquer das formas repito, não é qualquer comunicação oficial até porque tentei agendar uma reunião, logo no principio do ano, com os responsáveis pelo CTT e ainda não foi marcada”, acrescentando que “não tenho nada contra os privados, tenho sim contra os serviços que se perdem como um símbolo, no Redondo, independentemente de eles irem para um privado ou não.”

Questionamos ainda se tinha conhecimento de outras localidades do distrito que iriam ficar sem balcão oficial dos CTT, o autarca de Redondo afirmou que “Arraiolos já encerrou, Viana já encerrou, Portel já encerrou mas outras, penso que ficará Évora e pouco mais…a capital de distrito com balcão dos CTT e pouco mais.”

O mais visto