Protocolo entre Município de Estremoz e Universidade de Évora irá criar Carta Arqueológica do Concelho

O Município de Estremoz aprovou esta quarta-feira, dia 5 de Junho, em reunião de câmara, um protocolo com a Universidade de Évora, para a concretização da Carta Arqueológica do Concelho de Estremoz.

Segundo a autarquia, “pretende-se com este protocolo, a criação de um instrumento eficaz de gestão do território que permita salvaguardar, estudar, valorizar e proteger um traço fundamental da memória e identidade do concelho de Estremoz.”

“Este projecto será um instrumento determinante para o desenvolvimento sustentável de Estremoz, para a definição das políticas de ordenamento do território e definição do potencial turístico arqueológico do concelho”, adianta o Município de Estremoz.

Ainda segundo a nota enviada às redacções, “o trabalho será realizado por intermédio do Museu Municipal de Estremoz, contando com o contributo científico de reconhecida qualidade da Universidade de Évora, nomeadamente do departamento de História. Os trabalhos terão a duração prevista de dois anos, podendo ser alargado no tempo em caso de necessidade.”