PSP recolheu mais de 170 armas no Baixo Alentejo em balcões não permanente

Mais de 170 armas foram entregues voluntariamente à Policia de Segurança Publica nos Balcões de Atendimento não Permanente que têm circulado pelo Baixo Alentejo.

O balanço foi feito recentemente, um ano após a CIMBAL – Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo e o Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Beja terem estabelecido uma parceria.

Com a parceria estabelecida foram criadas condições para o funcionamento de Balcões de Atendimento não Permanente (BANP), nos onze concelhos do Baixo Alentejo que não dispõem de estruturas fixas da PSP. Assim, utilizando esta possibilidade de atendimento, os munícipes destes concelhos conseguiram resolver os seus assuntos, evitando longas deslocações.

Neste âmbito podem proceder à regularização de documentação relativa às armas de fogo (caça ou defesa pessoal); efectuar a entrega de armas de fogo, a favor do Estado e esclarecer dúvidas junto dos Serviços da PSP.

Este serviço iniciou-se em Outubro de 2018 e, periodicamente, passou por todos os concelhos do Baixo Alentejo (com exceção de Beja e Moura).

Ao longo deste período, foram realizados 440 atendimentos a cidadãos, nomeadamente processos de renovações, livretes, detenções no domicílio, etc. Neste mesmo serviço foram rececionadas 178 armas, entregues a favor do Estado.

O mais visto