Revive: Convento do Carmo, em Moura, recebeu duas propostas de concessão

O Governo português anunciou esta semana, que o concurso, no âmbito do Programa Revive, relativo ao Convento do Carmo, em Moura, está também em fase de conclusão, tendo recebido duas propostas.

Até ao momento foram lançados 17 concursos no âmbito do Revive. Actualmente, estão abertos os concursos para a concessão do Mosteiro de Lorvão, em Penacova, e do Castelo de Vila Nova de Cerveira.

Os próximos concursos a serem lançados serão os relativos ao Mosteiro de Travanca (Amarante), Santuário do Cabo Espichel (Sesimbra) e Forte da Barra de Aveiro (Ílhavo).

 

Recordamos que o Convento do Carmo, em Moura, é um convento carmelita masculino, foi instituído em 1251, no reinado de D. Afonso III, e destinava-se a receber os capelães da Ordem dos Militares de São João de Jerusalém, regressados da Terra Santa, sendo o primeiro convento da ordem fundado em Portugal e em toda a Península ibérica.

 A fachada principal, de elegantes proporções renascentistas, é também marcada pela presença de planos caiados a branco em contraste com os elementos pétreos e com algumas molduras ocre. As restantes fachadas, de carácter mais singelo, são também marcadas pelas molduras dos vãos caiadas a ocre, pelos contrafortes e cornijas, sendo ainda marcante a torre sineira.

A área a afectar a uso turístico é a totalidade do imóvel, exceptuando a igreja.