Santiago do Cacém adjudicou obra de mais de 630 mil euros para obras centro histórico de Cercal do Alentejo

????????????????????????????????????

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém adjudicou hoje, esta terça-feira, à empresa Vibeiras – Sociedade Comercial de Plantas, S.A., pelo valor de 634,739.34 euros, a obra de requalificação da envolvente da Igreja Matriz e Rua da Parreira, de Cercal do Alentejo.

Com esta intervenção a Autarquia pretende melhorar a mobilidade, trazer maior acessibilidade e ordenar o estacionando, proporcionando aos munícipes uma maior fruição do espaço público.

A requalificação da Praça da Igreja Matriz engloba o Largo da Igreja, a Rua Guerra Junqueiro, parte da Rua do Passal, da Rua da Aldegalega e da Azinhaga do Barranco. A intervenção na Rua da Parreira estende-se ao cruzamento desta com a Rua Centenários da Independência.

A intervenção passa por:

– Requalificação das áreas de circulação pedonal, através da repavimentação dos passeios existentes, criação de passeios e de faixas de circulação pedonal, criação de acessos desnivelados às passadeiras, remoção de obstáculos;

– Criação de zonas de estar, plantação de árvores, colocação de mobiliário urbano;

– Criação de algumas bolsas de estacionamento, zonas de cargas e descargas, locais de estacionamento condicionados no tempo;

– Reforço da rede pública de abastecimento de água, e reconfiguração da rede de drenagem pluvial e intervenções pontuais na rede de esgoto doméstico;

– Pavimentação e sinalização rodoviária.

Segundo a autarquia, com esta intervenção pretende-se “qualificar a imagem geral desta zona de Cercal do Alentejo, quer paisagisticamente, quer funcionalmente, recorrendo ao espaço público para preservar a memória do local, valorizando os usos partilhados que actualmente coexistem, mas garantindo a segurança dos seus utilizadores e privilegiando a circulação pedonal.”

Esta obra está integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) para o concelho de Santiago do Cacém no âmbito do Alentejo 2020, Portugal 2020, com comparticipação dos fundos da União Europeia através do FEDER.

O mais visto