Sector da cortiça cresceu em atividade e valor

O setor da cortiça em Portugal revela uma tendência de crescimento em atividade e valor, divulga um estudo da APCOR em colaboração com a Deloitte Corporate Finance S.A. que analisou a performance financeira e operacional do setor, no âmbito de uma iniciativa que concretiza uma das atividades do projecto “Cork_Inov”, programa desenvolvido no âmbito do SIAC Qualificação, e financiado pelo Compete 2020, Portugal 2020 e União Europeia – FEDER, com um investimento de cerca de 650.000€.
 
Os resultados do estudo serão apresentados num webinar esta segunda-feira, 21 de setembro, às 15 horas.
 
O relatório caracteriza ainda a situação económico-financeira  das empresas corticeiras, tendo como objetivo primordial a análise dos principais indicadores macroeconómicos do setor da Cortiça em Portugal e no mundo, com realce para indicadores como a evolução global da atividade, rentabilidade, emprego, mercado externo, solvabilidade e estrutura de capitais.
 
O setor da cortiça, quer as empresas ligadas à extração, transformação ou comercialização, gera mais de 9000 postos de trabalho a nível nacional.
 
Do ponto de vista operacional, o estudo reúne a informação face à tipologia das empresas do setor, permitindo que estas possam equacionar as melhores soluções financeiras mediante a sua dimensão e natureza.
 
O estudo concede ainda a análise comparativa do setor da Cortiça face a indústrias transformadoras portuguesas, tendo por base igualmente os indicadores acima mencionados.
 
Com este estudo, a APCOR concretiza mais uma atividade em prol do reforço do conhecimento que fica disponível para as suas empresas.
 
O estudo integral pode ser consultada no sítio da APCOR em https://www.apcor.pt/portfolio-posts/relatorio-anual-de-caracterizacao-da-situacao-economico-financeira-das-empresas-do-sector-da-cortica/ .