Sobreiro e azinheira dominam a floresta nacional

 O Ministério da Agricultura revelou recentemente, que o montado – sobreiro e azinheira – domina a floresta nacional, com um total de 1.063.000 hectares.

Estes dados são reveladores de que a floresta portuguesa é agora constituída, maioritariamente, por espécies florestais autóctones (72%) e em que o eucalipto cobre, actualmente, uma área de 844.000 hectares em Portugal.

O ‘6º Inventário Florestal Nacional’, coordenado pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), mostra que a tendência diminuição da área de floresta, que se verificava desde 1995, inverteu-se, registando-se com este inventário um aumento de 59 mil hectares (1,9%) face a 2010 (data da última avaliação).

Os dados que incluem terrenos arborizados e temporariamente desarborizados (superfícies cortadas, ardidas e em regeneração), a floresta é o principal uso do solo nacional (36%). Os matos e pastagens representam a segunda categoria mais expressiva de uso do solo em Portugal (31%), registando um crescimento contínuo da área ocupada desde 1995.

Depois, revela ainda que os pinhais são a segunda formação florestal, ocupando uma área superior a 900 mil hectares, com crescimento no pinheiro-manso e decréscimo no pinheiro-bravo.  Os eucaliptais ocupam 844 mil hectares, área inferior à que tem sido estimada e que representa cerca de 26% da floresta continental.

Recomendado