GNR em Fátima desde 2007

Assinalou-se nesta segunda-feira dia 13 de maio, o 102º aniversário das aparições de Nossa Senhora de Fátima aos 3 pastorinhos no lugar da Cova da Iria, tendo a GNR garantido pelo 13º ano consecutivo, a segurança a todos os que se deslocaram ao Santuário de Fátima para assistir às cerimónias religiosas de 12 e 13 de maio.

A GNR assumiu a responsabilidade do policiamento da cidade de Fátima em 16 Abril de 2007, substituindo a PSP nessas funções, ocupando as instalações até então usadas pela PSP, onde foram colocados 50 militares, passando o Posto Territorial de Fátima a ser o 4º Posto do Destacamento Territorial de Tomar, do Comando Territorial de Santarém.

A transição entre a PSP e a GNR decorreu com a normalidade, com que ocorreram outras transições, um pouco por toda o país, por motivo da reorganização a que as duas Forças de Segurança se tiveram de sujeitar nesse ano, tendo como objectivo acabar com a partilha da responsabilidade pelo policiamento numa mesma freguesia, passando a GNR a policiar algumas freguesias onde estava a PSP e vice-versa.

Um mês depois de assumir o policiamento de Fátima, o efectivo do Posto Territorial de Fátima a GNR teve a sua primeira e grande prova de fogo, a 12 e 13 de maio de 2007, por motivo das comemorações do 90º aniversário das Aparições Marianas, que coincidiu com um fim-de-semana, tendo para efeito o Posto Territorial de Fátima sido reforçado com os meios humanos e materiais considerados necessários e suficientes para garantir a segurança de cerca de meio milhão de peregrinos que visitaram o Santuário de Fátima nesse ano.

Apesar do pouco tempo que a GNR dispôs para planear, preparar e executar uma operação de grande envergadura, a primeira operação que a GNR realizou em Fátima, culminou num sucesso, tendo a receita sido repetida nos dois anos seguintes e servido de ensinamento para a visita de Sua Santidade o Papa Bento XVI, em 12, 13 e 14 de maio de 2010, que por esse motivo justificou a realização de uma operação cuja dimensão ultrapassava em muita as anuais peregrinações do 13 de maio realizadas nos anos anteriores.

Desde o primeiro momento que a GNR colocou como prioritário a segurança dos peregrinos, tendo lançado para o efeito, ainda em 2007, o “Projeto Santuário de Fátima Seguro”, em parceria com o Santuário de Fátima, com o objectivo de apoiar os peregrinos e prevenir os furtos, especialmente de carteiras e em interior de veículos, cujo resultado mais visível foi a redução substancial das ocorrências criminais.

O “Projeto Santuário de Fátima Seguro” encontrava-se já implementado quando em Outubro de 2007 a GNR teve de garantir as condições de segurança para a inauguração da “Basílica da Santíssima Trindade”, pelo Cardeal Tarcisio Bertone, cujo evento se realizou com elevados níveis de segurança e decorrido com a tranquilidade que se exigia.

Sempre na perspectiva de melhorar as condições de segurança do Santuário de Fátima, a GNR implementou o primeiro sistema de videovigilância num espaço público, em território nacional, no ano de 2008, que ainda hoje se encontra em funcionamento, com recurso a câmaras de videovigilância, monitorizadas 24 horas por dia, por militares da GNR instalados no “Posto de Comando” do Posto Territorial de Fátima e inaugurado em 2007.

Assim, em 12 de maio de 2010 a GNR encontrava-se preparada para receber Sua Santidade o Papa Bento XVI, de forma a garantir a sua segurança e a de centenas de milhares de peregrinos, que se deslocaram ao Santuário de Fátima, no âmbito da “Operação Fénix 2010”.

No dia 12 de maio de 2010, Sua Santidade o Papa Bento XVI foi recebida no Santuário de Fátima por centenas de milhares de pessoas e por 850 militares da GNR de todas as suas valências, desde o trânsito, passando pela Protecção da Natureza e do Ambiente, e Investigação Criminal, sem esquecer os binómios cinotécnicos e as patrulhas apeadas, motorizadas, a cavalo e de bicicleta, que colocados em locais estratégicos, garantiram o acesso e a segurança nas imediações e no interior do Santuário de Fátima.

Como principal diferença entre a “Operação Fénix 2010” e as anteriores, foi a necessidade de instalar o “Posto de Comando” da operação noutro local, para conseguir dar condições de trabalho a cerca de 20 pessoas, representantes de cerca de 15 instituições, desde magistrados do Ministério Público, da Autoridade Nacional de Protecção Civil, da BRISA, do INEM, da Força Aérea, do Exercito, do Sistema de Segurança Interna, do SEF, do SIS, da PSP e da PJ, só para referir algumas dessas instituições, que sob o Comando da GNR, garantiram a resolução de todos os problemas, seja no âmbito da segurança ou do socorro.

A “Operação Fénix 2010” resultou num enorme sucesso, tendo a GNR recebido por parte dos responsáveis do Santuário de Fátima os maiores elogios, pela forma como decorreu a visita de Sua Santidade o Papa Bento XVI, onde a “Operação Peregrinação Segura”, implementada pela primeira vez em 2008, se revelou um enorme contributo para esse sucesso, e que todos os anos garante a segurança dos peregrinos, que a pé ou de carro se deslocam pelas estradas que se dirigem ao Santuário de Fátima, com especial relevância nas peregrinações que se realizam no dia 13 de maio.

Sempre com o objectivo de melhorar as condições de segurança no Santuário de Fátima foi implementado em 2017 o “Sistema de Mobilidade de Fátima”, com o objectivo de gestão do fluxo de pessoas e viaturas, monitorizado pelos militares da GNR no “Posto de Comando” do Posto Territorial de Fátima, cujo sistema é suportado por paneis de informação dinâmicos, onde é transmitida informação em tempo real e replicada nas redes sociais, sobre a capacidade dos diversos parques de estacionamento, direccionando dessa forma o fluxo de trânsito, para os parques ainda com disponibilidade de estacionamento.

E em maio de 2017, já com o “Posto de Comando” instalado no Posto Territorial de Fátima, a GNR garantiu a segurança a Sua Santidade o Papa Francisco durante a sua visita ao Santuário de Fátima, aquando das comemorações do 100º aniversário das Aparições Marianas, tendo sido o evento que obrigou a um maior esforço por parte da GNR, cuja missão foi cumprida com elevados níveis de segurança, merecendo rasgados elogios, de todos aqueles que estiveram no Santuário de Fátima.

Esse reconhecimento chegou agora em forma de condecoração, tendo o Comando Territorial de Santarém sido condecorado no dia 6 de maio com a medalha de Serviços Distintos de Segurança Pública – Grau Ouro, no âmbito das comemorações do 108.º aniversário daquele Comando, cuja distinção irá agora servir de motivação para que a GNR continue a garantir a segurança no Santuário de Fátima com elevada competência e dedicação, como faz desde 2007.