Turismo volta a registar bons resultados a nível nacional e Alentejo é uma das regiões que mais cresce

O setor do turismo continua a registar crescimentos significativos dos principais indicadores estatísticos, confirmando que 2019 foi um excelente ano turístico, reforçando o contributo do sector para a economia portuguesa.

De acordo com os dados divulgados – referentes a Novembro de 2019 – pelo Banco de Portugal, as receitas do turismo atingiram 984 milhões de euros, o que significa um aumento de 9,8% face ao período homólogo. O valor acumulado das receitas do turismo, no montante de 17,1 mil milhões de euros já superou o registado no total do ano de 2018.

De Janeiro a Novembro de 2019, as exportações do turismo representaram 54,2% das exportações de serviços, um aumento de 2,1 p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior.

Por outro lado, os dados da procura no alojamento turístico registam igualmente máximos históricos em Novembro. Os crescimentos de 12,5% do número de hóspedes, +7,2% nas dormidas e +10,2% nos proveitos totais contribuem para valores recorde destes indicadores nos primeiros onze meses de 2019.

Os dados do Instituto Nacional de Estatística demonstram ainda uma tendência de diversificação de mercados emissores de turistas para Portugal, com especial destaque para os Estados Unidos (+28,5% nos hóspedes) e o Brasil (+13,3%) e, ainda, para aumentos de dois dígitos na Irlanda, Espanha e Bélgica.

No que diz respeito ao Alentejo, a NUT II Alentejo e Lezíria do Tejo é a Região que mais cresceu turisticamente em Portugal, Janeiro a Novembro de 2019, de acordo com o INE. Segundo os dados a referida região é a que mais cresceu no mercado interno e em proveitos, 14,9%.

Recomendado