Univ. de Évora recebe congresso europeu sobre sistemas agrícolas, que abre com teatro oprimido

Entre 20 e 26 de Março deste ano vai decorrer na Universidade de Évora o congresso Europeu sobre sistemas agrícolas. No primeiro dia evento será dinamizada uma sessão de boas vindas, para os cerca de 300 investigadores internacionais que vão estar em Évora, com base na metodologia Teatro do Oprimido.

Segundo a organização, “este método/teoria possibilita a expressão de diversos grupos sociais, auxiliando-os na busca de alternativas para a solução de problemas concretos. Entre as técnicas do Teatro do Oprimido, a mais praticada em todo o mundo é o Teatro Fórum, um espectáculo baseado em factos reais, no qual personagens oprimidos e opressores entram em conflito de forma clara e objectiva, na defesa dos seus desejos e interesses.”

Para criar este momento está a ser dinamizada uma formação em Teatro do Oprimido a iniciar no dia 3 de Março. A formação, a cargo da atriz Claúdia Lazaro será uma oportunidade única para aprender a técnica de teatro do Oprimido de grande utilidade para projectos de intervenção comunitária.

Esta actuação final do curso decorre no primeiro dia do IFSA 2020. Esta ligação ao congresso possibilita o acesso gratuito dos formandos aos 5 dias de congresso onde poderão assistir a cerca de 300 apresentações sobre sistemas agrícolas em todo o mundo, actuais desafios que enfrentam e possíveis respostas.

Recomendado