Vila Viçosa: Restaurante na Pedreira D’El Rei poderá não avançar, para “prevenir riscos e acidentes”, diz Direção-Geral de Energia e Geologia

Segundo avança este sábado o Jornal Expresso, a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) terá notificado o explorador de uma pedreira em Vila Viçosa, que não poderá avançar com o projecto de instalar um restaurante numa plataforma suspensa a 120 metros de altura.

Esta decisão da DGEG, tem como argumentação, “prevenir riscos e acidentes ou situações de perigo susceptíveis de afectar pessoas e bens”.

Ao que revela a referida publicação, Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), terá notificado na passada sexta-feira o proprietário da pedreira, informando que não poderá instalar no local um restaurante numa plataforma elevada a 120 metros do solo, e pendurada por cabos de aço numa enorme grua. A DGEG determinou que só são permitidas no local “actividades conexas com a licença”.

No documento, a que o Expresso teve acesso, é usado como justificação um critério cautelar. “Face às situações de perigo inerentes à actividade extractiva e no sentido de prevenir riscos e acidentes ou situações de perigo susceptíveis de afectar pessoas e bens”, escreve o director-geral da DGEG, João Bernardo.